imagem site coop

Encontro mobiliza, pela primeira vez, jovens cooperativistas do Ramo Agropecuário

Na última terça-feira, 31 de outubro, o Sistema OCDF-SESCOOP/DF realizou a 1ª edição do Encontro de Jovens Coop Agro do Distrito Federal. O evento reuniu filhos de cooperados do Ramo Agropecuário do DF e teve como objetivo difundir conhecimentos, promover interações e estimular uma participação mais ativa desse público nas cooperativas, visando garantir o desenvolvimento e a sustentabilidade dessas organizações.

Durante o evento, foi promovido um painel que abordou os desafios e as inovações nas cooperativas do Ramo Agropecuário. Além disso, os participantes conheceram a trilha de desenvolvimento, uma estratégia pensada pelo Sistema OCDF – SESCOOP/DF, que será aprimorada ao longo do tempo para engajar ainda mais os jovens cooperativistas do ramo.

As etapas da trilha de desenvolvimento, apresentadas pela gerente geral do SESCOOP/DF, Gêane Ferreira, ocorrerão ao longo do próximo ano. Elas incluem atividades nos congressos distrital e brasileiro de cooperativismo, realização de workshops, Encontro Nacional de Cooperativas Agropecuárias e um intercâmbio nacional. Além disso, haverá incentivo para a participação em atividades promovidas pela plataforma de conteúdo e capacitação do Sistema OCB, a Capacitacoop.

O presidente do sistema cooperativista local, Remy Gorga Neto, comemorou a realização desta primeira edição do evento. Ele destacou a importância da participação da juventude na estrutura da cooperativa, comentou sobre o processo de realização do evento e ressaltou a série de ações e atividades que visam encorajar e estimular a participação dos jovens nos debates relacionados às cooperativas. "É um desafio para a cooperativa e também para o sistema trabalhar com o jovem, para que ele se sinta motivado a assumir esses compromissos junto às cooperativas", pontuou.

"Ter jovens que estejam integrados e participativos nos processos decisórios da cooperativa, determinados a ocupar cargos de governança, são aspectos fundamentais para a perenidade da cooperativa. Sem essa sucessão, sem esse comprometimento e envolvimento do jovem, do filho do associado, há o risco de a propriedade e a cooperativa acabarem", completou Remy.

O coordenador do Ramo Agro da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), João Prieto, também participou do evento e parabenizou o Sistema OCDF pela sua realização. Ele comentou que o setor agropecuário do DF possui todas as condições para prosperar e evoluir ainda mais. João realizou ainda uma apresentação institucional, destacando dados e enfatizando as ações em que a OCB está envolvida para fortalecer o ramo agropecuário em todo o Brasil.

"Iniciativas como essa são extremamente relevantes para o desenvolvimento do cooperativismo como um todo. O jovem precisa estar cada vez mais participando dos processos da cooperativa, envolvido na visão de futuro da cooperativa, interessado no que a cooperativa desenvolve e se inserindo de maneira colaborativa nesse processo. Esses processos são essenciais para a perenidade do nosso modelo", analisou o coordenador da unidade nacional.

O evento contou ainda com a participação de André Ricardo, gerente da área de desenvolvimento técnico da Cooperativa de Produtores Rurais (Coopercitrus), uma organização fundada no interior paulista e que tem conquistado cada vez mais protagonismo no agronegócio brasileiro.

André compartilhou com os participantes do encontro detalhes da estrutura da cooperativa, que possui cerca de 40 mil cooperados e atua em municípios de São Paulo, Minas Gerais e Goiás. A cooperativa oferece uma ampla gama de produtos, como sementes, produtos para proteção de cultivos, fertilizantes, produtos veterinários, rações, máquinas e implementos agrícolas, tecnologias de agricultura de precisão, projetos de irrigação e energia fotovoltaica.

“Para mim é uma satisfação vir aqui e trazer um pouco do meu conhecimento, da minha experiência. A nossa cooperativa tem ganhado destaque no cenário nacional, está sempre em busca de aprimorar sua atuação, de utilizar inovação e poder servir de espelho para outras organizações”, afirmou.

Thayná Griebeler, filha de cooperados pioneiros da Cooperativa Agropecuária da Região do Distrito Federal (Coopa/DF), 30 anos, destacou a necessidade da realização do evento, ressaltando sua relevância em proporcionar uma visão atualizada sobre a modernidade e a inovação. Embora certas práticas tenham sido bem-sucedidas no passado, é fundamental estar aberto a mudanças e sempre atento às oportunidades de inovação, pois o que funcionou anteriormente pode não ser eficaz no futuro”, analisou a jovem.

 

 

Conteúdos Relacionados