imagem site coop

Expoabra é palco de fórum sobre o cooperativismo no DF

O Sistema OCDF-SESCOOP/DF promoveu na tarde de quinta-feira, 15 de setembro, o Fórum Cooperativismo no Distrito Federal. A atividade integrou a extensa programação da Exposição Agropecuária de Brasília (Expoabra), que está em sua 30ª edição e aconteceu no Parque de Exposições da Granja do Torto até sábado, 18. Foi uma oportunidade especial para apresentar a contribuição das cooperativas do ramo agropecuário em alavancar a produção das pequenas propriedades rurais instaladas no território brasiliense.

Remy Gorga Neto, presidente do Sistema OCDF-SESCOOP/DF, foi quem abriu as atividades do evento. Ele apresentou uma palestra em que detalhou o funcionamento do sistema cooperativista nos âmbitos nacional e distrital, ressaltando que o modelo de negócio proposto pelo cooperativismo é reconhecido pela sociedade, ao mesmo tempo em que é competitivo, íntegro e capaz de promover felicidade. Ele citou, na oportunidade, algumas das ações realizadas pelo Sistema OCDF-SESCOOP/DF com o objetivo de garantir e fortalecer a competitividade e a sustentabilidade das cooperativas em plena atividade no Distrito Federal.

O dirigente falou, ainda, sobre a presença do cooperativismo no evento, uma das mais importantes feiras de agronegócio da capital federal, que ficou sem ser realizada por alguns anos, mas que reuniu milhares de pessoas desde a sua abertura, no último dia 6.

“O cooperativismo estar presente em um evento desse porte é de fundamental importância. O setor agropecuário do Brasil é forte, tem uma relevância enorme e as cooperativas contribuem bastante para a consolidação desse cenário. A produção de pequenas propriedades, aquelas onde o carro-chefe é a agricultura familiar, por exemplo, contam com o apoio de cooperativas estruturadas e nós, enquanto Sistema OCDF-SESCOOP/DF, viemos até aqui reforçar essa importância e apresentar as soluções que temos para garantir a sustentabilidade dessas organizações que são cada vez mais fundamentais para o desenvolvimento do nosso território, gerando emprego e renda”, pontuou Remy.

Na sequência, os participantes puderam acompanhar, também, uma apresentação feita pelo diretor administrativo da OCDF, Ivan Engler. Ele, que também é presidente da Central Unium - primeira Central de Cooperativas do Agro do DF/RIDE - Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e da Cooperativa de Agricultura Familiar Mista do Distrito Federal (Coopermista) - falou sobre o dia a dia de um cooperativa agropecuária, sendo enfático em como o modelo cooperativista pode contribuir para o funcionamento de pequenas propriedades rurais.

Engler destacou que cooperados são donos e usuários da cooperativa, participam ativamente do processo de gestão e ainda podem usufruir de produtos e serviços firmados pela organização com empresas e outras instituições parceiras. “O cooperativismo é o modelo de negócios mais justo para se prosperar”, salientou ele.

Por fim, os participantes do fórum conheceram um pouco mais sobre baunilha, especiaria costumeiramente usada como aromatizante e que é obtidas de orquídeas do gênero vanilla, nativas do México, mas que podem ser encontradas no território brasileiro. O pesquisador da Embrapa Cenargen e biólogo especialista em botânica, Luciano Bianchetti, foi quem falou sobre o assunto destacando, primeiramente, a história da planta e em seguida os desafios e perspectivas para o cultivo da espécie no Brasil.

Bianchetti reiterou que a literatura sobre a vanilla presente no Brasil ainda está em fase inicial, mas garantiu que a produção de baunilha com características locais pode ser uma excelente alternativa para adeptos da agricultura familiar.

O evento também foi transmitido on-line e está disponível no canal da Expoabra no YouTube.

Veja mais fotos do evento:

Conteúdos Relacionados